in

Roupas dos anos 70: Como se inspirar na moda dessa época?

Quem viveu a juventude na década de setenta, sabe muito bem que naquele tempo a moda veio a todo vapor, junto com a inovação nos estilos musicais, na arte e em diversos aspectos inimagináveis. As roupas dos anos 70, por exemplo, agrada todos até hoje. O comportamento jovial da época sofreu grandes mudanças, modernizou-se e as pessoas ficaram mais livres em questões diversas, como na liberdade Sexual. A classe masculina, por exemplo, deixou aquele padrão formal de se vestir, para dar vasão as peças mais coloridas e de caráter psicodélico. O público feminino, passou a aderir estilos mais romantizados e modernos. O estilo de cabelo mais desalinhado, o uso de bata indiana, estampa florida e colorida caracterizaram a moda na época. Peças unissex começaram a invadir o guarda roupa naquele tempo e as calças de boca de sino e os sapatos plataformas chegaram para agradar as mulheres e os homens mutuamente. Foi nesse período também que o Estilo Hipster ganhou destaque. Seu início foi decorrente de um movimento feito por estudantes, chamado de movimento Hipster, que objetivaram entrar em contesto contra a Guerra do Vietnã. O âmbito da moda nos anos setenta, destacou-se pelo famoso cabelo Black Power, que ganhou referência graças aos Jackson’s Five, que na época faziam muito sucesso não só pela música, como também pelo estilo. As roupas dos anos 70 foram sensação. Tanto os homens como as mulheres aderiram à moda daquele tempo, que se caracterizou pelo uso de roupas com muitas estampas, coloridas, uso de calças de boca “larga”, sapatos de plataforma e muitos outros acessórios específicos da moda. Em suma, a década de setenta foi alvo de muitos comportamentos ousados, rebeldes e descolados. E todas as roupas da época refletiu bem isso. Essa nova forma de se vestir e encarar a vida foi propagada no início da década, por intermédio da influência de bandas famosas como também foi o caso do Bee Gees e da banda ABBA. Um filme muito famoso chamado Embalos de Sábado à noite, que foi protagonizado por John Travolta, viralizou e espalhou a moda da década de setenta para o mundo toda. Enquanto o universo feminino passou a usar mais vestidinhos, o masculino se encantou pelas calças com bom corte e paletós usados com gola levantada. Os homens também usavam muitos acessórios, desde óculos até anel, colar, pulseira, sapato e bolsa. E o Estilo Hippie fazia muito sucesso, com suas cores vibrantes e cheias de vida. As roupas dos anos 70 conquistam a todos nós até hoje, pois suas cores e estampas, além do estilo peculiar, traz alegria ao visual e aquele ar mais despojado. Famosos daquele tempo foram inspiração para a maioria das pessoas, como foi o caso de Janis Joplin e Jimmi Hendrix. Óculos redondo, Bandas cheias de cores e estampas, saia de Tencel, bolsa feita de crochê, e diversos outros acessórios foram destaque da moda e ainda os dias atuais faze parte da composição de looks de muitas pessoas, principalmente do mundo feminino. No universo da maquiagem, a mulherada daquela época gostava de dar destaque ao olhar, valorizando-o com sobras bem pigmentas e cheias de cor, inclusive as sombras verdes e azuis foram as preferidas delas. Para quem quer adequar o seu estilo com referências das roupas dos anos 70 pode apostar em tons naturais com fundo metalizado, em peças com cores entre violeta, vermelho do tipo bordô, ferrugem e tons puxados para o laranja. Aliás, no visual não pode faltar o uso de acessórios, que podem variar entre óculos, colares, anéis, pulseiras e qualquer outro remeta paz e amor, que era o lema da década em questão. Para te ajudar a se guiar melhor nessa vibe anos 70, separamos as melhores fotos de looks inspirados na época, para você conseguir montar seu visual e arrasar com o estilo colorido e todo divertido da moda daquele tempo. Quem adora roupas estampadas, leves e despojadas, com certeza vai adorar as roupas dos anos 70 que sempre refletiram liberdade, alegria e personalidade. Quer saber como montar o seu look perfeito? Veja as dicas que separamos para você e arrase!

Quem viveu a juventude na década de setenta, sabe muito bem que naquele tempo a moda veio a todo vapor, junto com a inovação nos estilos musicais, na arte e em diversos aspectos inimagináveis. As roupas dos anos 70, por exemplo, agrada todos até hoje.
O comportamento jovial da época sofreu grandes mudanças, modernizou-se e as pessoas ficaram mais livres em questões diversas, como na liberdade Sexual. A classe masculina, por exemplo, deixou aquele padrão formal de se vestir, para dar vasão as peças mais coloridas e de caráter psicodélico.
O público feminino, passou a aderir estilos mais romantizados e modernos. O estilo de cabelo mais desalinhado, o uso de bata indiana, estampa florida e colorida caracterizaram a moda na época.
Peças unissex começaram a invadir o guarda roupa naquele tempo e as calças de boca de sino e os sapatos plataformas chegaram para agradar as mulheres e os homens mutuamente. Foi nesse período também que o Estilo Hipster ganhou destaque. Seu início foi decorrente de um movimento feito por estudantes, chamado de movimento Hipster, que objetivaram entrar em contesto contra a Guerra do Vietnã.
O âmbito da moda nos anos setenta, destacou-se pelo famoso cabelo Black Power, que ganhou referência graças aos Jackson’s Five, que na época faziam muito sucesso não só pela música, como também pelo estilo.
As roupas dos anos 70 foram sensação. Tanto os homens como as mulheres aderiram à moda daquele tempo, que se caracterizou pelo uso de roupas com muitas estampas, coloridas, uso de calças de boca “larga”, sapatos de plataforma e muitos outros acessórios específicos da moda.
Em suma, a década de setenta foi alvo de muitos comportamentos ousados, rebeldes e descolados. E todas as roupas da época refletiu bem isso. Essa nova forma de se vestir e encarar a vida foi propagada no início da década, por intermédio da influência de bandas famosas como também foi o caso do Bee Gees e da banda ABBA.
Um filme muito famoso chamado Embalos de Sábado à noite, que foi protagonizado por John Travolta, viralizou e espalhou a moda da década de setenta para o mundo toda. Enquanto o universo feminino passou a usar mais vestidinhos, o masculino se encantou pelas calças com bom corte e paletós usados com gola levantada.
Os homens também usavam muitos acessórios, desde óculos até anel, colar, pulseira, sapato e bolsa. E o Estilo Hippie fazia muito sucesso, com suas cores vibrantes e cheias de vida.
As roupas dos anos 70 conquistam a todos nós até hoje, pois suas cores e estampas, além do estilo peculiar, traz alegria ao visual e aquele ar mais despojado. Famosos daquele tempo foram inspiração para a maioria das pessoas, como foi o caso de Janis Joplin e Jimmi Hendrix.
Óculos redondo, Bandas cheias de cores e estampas, saia de Tencel, bolsa feita de crochê, e diversos outros acessórios foram destaque da moda e ainda os dias atuais faze parte da composição de looks de muitas pessoas, principalmente do mundo feminino.
No universo da maquiagem, a mulherada daquela época gostava de dar destaque ao olhar, valorizando-o com sobras bem pigmentas e cheias de cor, inclusive as sombras verdes e azuis foram as preferidas delas.
Para quem quer adequar o seu estilo com referências das roupas dos anos 70 pode apostar em tons naturais com fundo metalizado, em peças com cores entre violeta, vermelho do tipo bordô, ferrugem e tons puxados para o laranja.
Aliás, no visual não pode faltar o uso de acessórios, que podem variar entre óculos, colares, anéis, pulseiras e qualquer outro remeta paz e amor, que era o lema da década em questão.
Para te ajudar a se guiar melhor nessa vibe anos 70, separamos as melhores fotos de looks inspirados na época, para você conseguir montar seu visual e arrasar com o estilo colorido e todo divertido da moda daquele tempo.
Quem adora roupas estampadas, leves e despojadas, com certeza vai adorar as roupas dos anos 70 que sempre refletiram liberdade, alegria e personalidade. Quer saber como montar o seu look perfeito? Veja as dicas que separamos para você e arrase!

A moda dos anos 70 não sofreu tantas mudanças com relação a dos anos 60. O que ocorreu foi apenas uma filtragem, que manteve as cores alegres das peças e deixou um pouco de lado todas aquelas estampas que tinham virado a febre do momento

A moda dos anos 70 não sofreu tantas mudanças com relação a dos anos 60. O que ocorreu foi apenas uma filtragem, que manteve as cores alegres das peças e deixou um pouco de lado todas aquelas estampas que tinham virado a febre do momento

É de se notar que as peças são mais clássicas e mantém o charme e a feminilidade da mulher. Agradando desde a mais discreta até a mais ousada

É de se notar que as peças são mais clássicas e mantém o charme e a feminilidade da mulher. Agradando desde a mais discreta até a mais ousada

Na dúvida do que vestir para entrar no clima dos anos 70, se atende a combinações únicas de cores. Note que os looks são bem simples e apesar de uma cor ser mais destacada, não há o colorido misturado na composição

Na dúvida do que vestir para entrar no clima dos anos 70, se atende a combinações únicas de cores. Note que os looks são bem simples e apesar de uma cor ser mais destacada, não há o colorido misturado na composição

Os vestidos eram a alegria da mulherada. Por ser uma peça simples e fácil de vestir, não tem como errar. Basta escolher o tom e modelo que mais lhe agrada

Os vestidos eram a alegria da mulherada. Por ser uma peça simples e fácil de vestir, não tem como errar. Basta escolher o tom e modelo que mais lhe agrada

Lembrando que os tecidos da época tinham uma pegada mais elegante e social

Lembrando que os tecidos da época tinham uma pegada mais elegante e social

Para quem adora macacão também pode apostar nessa peça que também era a sensação do momento naquela época

Para quem adora macacão também pode apostar nessa peça que também era a sensação do momento naquela época

O segredo é esquecer as estampas e procurar por cores mais vibrantes e com brilho

O segredo é esquecer as estampas e procurar por cores mais vibrantes e com brilho

Sem esquecer do Salto alto que era o melhor amigo da mulherada dos anos 70

Sem esquecer do Salto alto que era o melhor amigo da mulherada dos anos 70

E se você for para uma ocasião mais festiva, os anos 70 foi marcado pelas franjas nas peças que eram a alegria das mulheres. Por isso, na dúvida aposte nas franjinhas

E se você for para uma ocasião mais festiva, os anos 70 foi marcado pelas franjas nas peças que eram a alegria das mulheres. Por isso, na dúvida aposte nas franjinhas

Não tem como não se apaixonar pela moda dessa época não é mesmo? Não perca tempo e comece a montar os seus looks!

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

Looks dos anos 60: Se inspire com esse estilo que faz sucesso até hoje no mundo da moda

Quando o assunto é Relacionamento Sexual, provavelmente a primeira coisa que se passa pela cabeça das pessoas é o tal do Ponto g. Será que existe o ponto g feminino? E o ponto g masculino? Como saber se isso é mito ou verdade? Pois bem, para começar é importante compreender o que de fato é o ponto g. Para quem não sabe, o g vem de Gräfenberg, em homenagem a um profissional da Ginecologia Alemão chamado Ernest Gräfenberg. De forma geral, esse ponto nada mais é do que uma área do corpo, considerada como erógena, e por isso, quando ela recebe estimulação, tem a capacidade de proporcionar variados tipos de sensações prazerosas, bem como a excitação propriamente dita. O termo recebeu o nome de ponto g justamente porque foi o Ginecologista citado anteriormente que criou a hipótese inicial de que havia uma zona como essa, por volta dos anos cinquenta. No mundo feminino, essa zona é um mistério. A maioria dos homens não conhecem ou simplesmente acham que ela não existe. Depois de vários estudos realizados, cientistas analisaram cuidadosamente o local que poderia ser visto como ponto g feminino e de fato acreditavam que ele existia, juntamente com as sensações incríveis que poderia trazer para a vida sexual da mulher. Porém, posteriormente outras pesquisas foram feitas e determinados cientistas passaram a considerar a possibilidade do ponto g ser inexistente, notícia esta que provocou decepção na vida de muitas pessoas. O fato é que eles passaram a enxergar que a zona erógena não era bem aquela inicialmente descrita por outros estudiosos.

Ponto g Masculino: Onde fica? Como estimular?