in

Primeira Vez: Como fazer Sexo pela Primeira Vez? Veja Diversas Dicas

Para toda mulher, independente da forma que vai acontecer, quando e com quem, é sempre muito esperada a chegada da Primeira vez no sexo. É literalmente algo que só se vive uma vez e é pelo fato de ser tão especial, que a mulherada deseja tanto que esse dia seja inesquecível. E justamente por ser algo tão esperado, sonhado e planejado pelas meninas do mundo todo, que simultaneamente traz consigo inúmeras outras sensações das quais incluem medo, ansiedade e receio. Não se refere apenas ao medo do desconhecido, mas medo também de escolher a pessoa errada para um momento tão delicado, ou uma ocasião ruim, medo de ser pega pelos pais ou por algum conhecido na hora H, ansiedade para que ocorra logo, ansiedade para ver como de fato as coisas ocorrem. Sem falar das inseguranças com o corpo que a maioria das meninas que ainda não tiveram a primeira vez sentem. A vergonha do parceiro não achar você bonita ou a simples vergonha de se despir pela primeira vez diante do sexo oposto. Toda essa carga de sentimentos é completamente normal. Da mesma forma que ocorreu quando você deu o primeiro beijo, ocorre agora com a primeira vez. Você não sabe como que é, qual a sensação se é bom ou não, se dói ou se incomoda. Simplesmente você só sabe o que possivelmente alguém lhe contou, mas é tudo bem diferente na hora em que você vai passar definitivamente pela experiência. E a mulher geralmente sofre mais com a chegada da primeira vez, sabe porquê? A sociedade machista plantou a cultura que bloqueio a população feminina quando o assunto é sexo. Sentimos um enorme peso sobre o tema que na hora H não conseguirmos ficar à vontade por conta dos bloqueios que acabamos cultivando sem nem mesmo perceber. Obviamente, estreiar a vida sexual é um marco que vai ficar para sempre na sua cabeça e na cabeça de qualquer outra mulher irá enfrentar tal experiência. E isso já é o suficiente para entender como é importante não ter pressa e star segura do eu realmente quer para nãos e arrepender depois. Não importa se você terá a primeira vez muito nova ou com mais idade, esse fator não interfere em sua vida. O que interfere é o momento em si e a sua cabeça, pois quando você perde a virgindade, você não rompe apenas um hímen, você pode mudar em diversos aspectos, desde a forma como você pensa até a maneira como você encara a sua vida. Quanto mais a sua mente estiver certa do que quer e livre com relação ao sexo, e quanto mais você se conhecer, melhor será o momento da descoberta esperada do sexo propriamente dito. De acordo com algumas pesquisas que foram realizadas, em média a menina tem sua primeira vez com dezesseis anos, e isso refere-se a população feminina brasileira. Porém, isso não significa que você deve ter sua primeira relação sexual com essa idade, aliás não há idade padrão para isso. Tudo dependerá da sua vontade, da sua maturidade e do quão preparada você se sente para começar a ter essa nova responsabilidade na sua vida, porque sexo não é apenas prazer e diversão, é acima de tudo muita responsabilidade. Mesmo que você tenha dúvidas de quando pode ter o seu momento especial, de forma geral o ideal seria esperar seu corpo se desenvolver por completo e sua mente ficar mais madura para isso, porém o que importa na verdade é se você está se sentindo preparada para o sexo. Quando o assunto é sexualidade, desde muito cedo nossos órgãos reprodutores já começam a se manifestar ainda na nossa infância. Claro que isso não necessariamente indica que uma criança pense em sexo, até porque ela nem compreende o que de fato é isso. Mas esse fato explica muito bem porque é tão comum encontra-las se tocando: Crianças já podem sim ter determinadas sensações em suas partes erógenas. Mas nesse contexto, percebemos outro comportamento mecânico que a sociedade machista cultiva há muitos anos: O menino é incentivado a se tocar (masturbar), para sentir as sensações e conhecer seu potencial. Enquanto que as meninas são sinalizadas nesse aspecto. Se ela perguntar sobre o sexo ou simplesmente querer se masturbar, ela é repreendida, afinal isso é “feio” para uma mocinha. Crescer em meio a tantas crenças machistas acabam reprimindo a mulher quando o assunto é sexo e dificultando ainda mais a tão sonhada primeira vez. Há quem se sinta culpada só de pensar nisso, sendo que é algo natural da vida e deve ser aproveitado. Você sabia que na época de nossas avós, elas eram repreendidas no sexo. Simplesmente eram ensinadas que o prazer era algo digno apenas do homem, e apenas satisfaziam o parceiro. Dá para imaginar quantas mulheres dessa época talvez nunca tenham sentido orgasmo de verdade, concorda? Sem contar que o sexo era um Tabu na época. Não havia aulas na escola sobre o tema e os pais nem se querer tocavam no assunto com os filhos, para ensinar melhor sobre o mesmo. Por isso era tão comum encontrar mulheres, por exemplo, que achavam que a primeira vez não engravidava. Fato que este que em pleno século XXI, todas nós sabemos. Para se ter uma ideia, tinha mulheres que em contrapartida achavam que um beijo podia gerar uma criança. Felizmente essa situação mudou atualmente e a mulher conquistou a independência sexual, podendo desvendar seus prazeres e decidir sobre o futuro da sua vida sem se tornar refém de tradições machistas. E hoje a menina tem muito mais informação e pode planejar melhor a primeira vez, com mais segurança em todos os sentidos. Se você está sonhando com esse momento tão esperado, fique atenta que a seguir o artigo irá detalhar muito mais sobre a primeira vez, para ajudá-la a se guiar melhor nesse tema. Você aprenderá dicas de como fazer sexo pela primeira vez e com certeza fará desse momento o mais lindo e inesquecível de sua vida. Tenha uma boa leitura!

Para toda mulher, independente da forma que vai acontecer, quando e com quem, é sempre muito esperada a chegada da Primeira vez no sexo. É literalmente algo que só se vive uma vez e é pelo fato de ser tão especial, que a mulherada deseja tanto que esse dia seja inesquecível.

E justamente por ser algo tão esperado, sonhado e planejado pelas meninas do mundo todo, que simultaneamente traz consigo inúmeras outras sensações das quais incluem medo, ansiedade e receio.

Presente Para o Seu Parceiro

Sauna e Spa Familiar para Homens

Conheça >> www.spawellbeing.com.br.

Não se refere apenas ao medo do desconhecido, mas medo também de escolher a pessoa errada para um momento tão delicado, ou uma ocasião ruim, medo de ser pega pelos pais ou por algum conhecido na hora H, ansiedade para que ocorra logo, ansiedade para ver como de fato as coisas ocorrem.

Sem falar das inseguranças com o corpo que a maioria das meninas que ainda não tiveram a primeira vez sentem. A vergonha do parceiro não achar você bonita ou a simples vergonha de se despir pela primeira vez diante do sexo oposto.

Toda essa carga de sentimentos é completamente normal. Da mesma forma que ocorreu quando você deu o primeiro beijo, ocorre agora com a primeira vez. Você não sabe como que é, qual a sensação se é bom ou não, se dói ou se incomoda.

Simplesmente você só sabe o que possivelmente alguém lhe contou, mas é tudo bem diferente na hora em que você vai passar definitivamente pela experiência.

E a mulher geralmente sofre mais com a chegada da primeira vez, sabe porquê? A sociedade machista plantou a cultura que bloqueio a população feminina quando o assunto é sexo.

Sentimos um enorme peso sobre o tema que na hora H não conseguirmos ficar à vontade por conta dos bloqueios que acabamos cultivando sem nem mesmo perceber.

Obviamente, estrear a vida sexual é um marco que vai ficar para sempre na sua cabeça e na cabeça de qualquer outra mulher irá enfrentar tal experiência. E isso já é o suficiente para entender como é importante não ter pressa e star segura do eu realmente quer para nãos e arrepender depois.

Não importa se você terá a primeira vez muito nova ou com mais idade, esse fator não interfere em sua vida. O que interfere é o momento em si e a sua cabeça, pois quando você perde a virgindade, você não rompe apenas um hímen, você pode mudar em diversos aspectos, desde a forma como você pensa até a maneira como você encara a sua vida.

Quanto mais a sua mente estiver certa do que quer e livre com relação ao sexo, e quanto mais você se conhecer, melhor será o momento da descoberta esperada do sexo propriamente dito.

De acordo com algumas pesquisas que foram realizadas, em média a menina tem sua primeira vez com dezesseis anos, e isso refere-se a população feminina brasileira. Porém, isso não significa que você deve ter sua primeira relação sexual com essa idade, aliás não há idade padrão para isso.

Tudo dependerá da sua vontade, da sua maturidade e do quão preparada você se sente para começar a ter essa nova responsabilidade na sua vida, porque sexo não é apenas prazer e diversão, é acima de tudo muita responsabilidade.

Mesmo que você tenha dúvidas de quando pode ter o seu momento especial, de forma geral o ideal seria esperar seu corpo se desenvolver por completo e sua mente ficar mais madura para isso, porém o que importa na verdade é se você está se sentindo preparada para o sexo.

Quando o assunto é sexualidade, desde muito cedo nossos órgãos reprodutores já começam a se manifestar ainda na nossa infância. Claro que isso não necessariamente indica que uma criança pense em sexo, até porque ela nem compreende o que de fato é isso.

Mas esse fato explica muito bem porque é tão comum encontra-las se tocando: Crianças já podem sim ter determinadas sensações em suas partes erógenas.

Mas nesse contexto, percebemos outro comportamento mecânico que a sociedade machista cultiva há muitos anos: O menino é incentivado a se tocar (masturbar), para sentir as sensações e conhecer seu potencial.

Enquanto que as meninas são sinalizadas nesse aspecto. Se ela perguntar sobre o sexo ou simplesmente querer se masturbar, ela é repreendida, afinal isso é “feio” para uma mocinha.

Crescer em meio a tantas crenças machistas acabam reprimindo a mulher quando o assunto é sexo e dificultando ainda mais a tão sonhada primeira vez. Há quem se sinta culpada só de pensar nisso, sendo que é algo natural da vida e deve ser aproveitado.

Você sabia que na época de nossas avós, elas eram repreendidas no sexo. Simplesmente eram ensinadas que o prazer era algo digno apenas do homem, e apenas satisfaziam o parceiro.

Dá para imaginar quantas mulheres dessa época talvez nunca tenham sentido orgasmo de verdade, concorda? Sem contar que o sexo era um Tabu na época. Não havia aulas na escola sobre o tema e os pais nem se querer tocavam no assunto com os filhos, para ensinar melhor sobre o mesmo.

Por isso era tão comum encontrar mulheres, por exemplo, que achavam que a primeira vez não engravidava. Fato que este que em pleno século XXI, todas nós sabemos. Para se ter uma ideia, tinha mulheres que em contrapartida achavam que um beijo podia gerar uma criança.

Felizmente essa situação mudou atualmente e a mulher conquistou a independência sexual, podendo desvendar seus prazeres e decidir sobre o futuro da sua vida sem se tornar refém de tradições machistas.

E hoje a menina tem muito mais informação e pode planejar melhor a primeira vez, com mais segurança em todos os sentidos.

Se você está sonhando com esse momento tão esperado, fique atenta que a seguir o artigo irá detalhar muito mais sobre a primeira vez, para ajudá-la a se guiar melhor nesse tema.

Você aprenderá dicas de como fazer sexo pela primeira vez e com certeza fará desse momento o mais lindo e inesquecível de sua vida. Tenha uma boa leitura!

Tem idade certa para a Primeira Vez?

De forma geral, como já mencionamos, não há exatamente uma idade precisa da qual seja mais indicado ter a primeira relação sexual. Mas do caráter biológico, médicos afirmam que o recomendado seria iniciar a vida sexual pelo menos após a menarca (primeira menstruação). Na realidade mesmo o ideal é que a menina se sinta madura e preparada o bastante para tal experiência. A mulher deve sentir firmeza diante de tal decisão, ela saberá no fundo se é ou não o momento certo. Analise bem a sua situação. Se existe ainda qualquer dúvida sobre fazer ou não sexo, é porque ainda não é a hora. E a hora certa vai variar de pessoa para pessoa. Tem menina de quinze anos que já se sente preparada e tem a primeira vez. Tem mulheres de vinte e cinco anos que ainda estão inseguras com relação ao momento. O mais importante é não se influenciar pelos outros nem ceder à pressão de ninguém. Não importa se suas amigas já perderam a virgindade e você não. Se você ainda não se sente pronta ou não encontrou alguém especial para esse momento, faça apenas quando você tiver vontade. A vida é só sua e as consequências dos seus atos é somente você qu irá enfrentar. Portanto não deixe que ninguém te diga quando ou não fazer sexo pela primeira vez. Siga seu coração!

De forma geral, como já mencionamos, não há exatamente uma idade precisa da qual seja mais indicado ter a primeira relação sexual. Mas do caráter biológico, médicos afirmam que o recomendado seria iniciar a vida sexual pelo menos após a menarca (primeira menstruação).

Na realidade mesmo o ideal é que a menina se sinta madura e preparada o bastante para tal experiência. A mulher deve sentir firmeza diante de tal decisão, ela saberá no fundo se é ou não o momento certo.

Analise bem a sua situação. Se existe ainda qualquer dúvida sobre fazer ou não sexo, é porque ainda não é a hora.

E a hora certa vai variar de pessoa para pessoa. Tem menina de quinze anos que já se sente preparada e tem a primeira vez. Tem mulheres de vinte e cinco anos que ainda estão inseguras com relação ao momento.

O mais importante é não se influenciar pelos outros nem ceder à pressão de ninguém. Não importa se suas amigas já perderam a virgindade e você não. Se você ainda não se sente pronta ou não encontrou alguém especial para esse momento, faça apenas quando você tiver vontade.

A vida é só sua e as consequências dos seus atos é somente você qu irá enfrentar. Portanto não deixe que ninguém te diga quando ou não fazer sexo pela primeira vez. Siga seu coração!

A primeira vez de uma menina dói?

Essa sem dúvida é umas das maiores dúvidas das meninas e pode até ser um receio. Claro que se alguém te disse que a primeira vez foi maravilhosa cheia de orgasmos, possivelmente ela mentiu. A grande maioria das meninas sentem desconforto nesse momento, que geralmente aumenta ainda mais com a tensão que elas costumam sentir. Esses desconfortos podem causar alguma dor ou não, mas geralmente é apenas um desconforto mesmo. Se a primeira vez de uma menina foi cheia de dor, provavelmente ela estava muito nervosa e o parceiro também não soube ter mais paciência nessa situação. Ou isso pode ocorrer quando você mente para o parceiro e não revela que é sua primeira vez. Quando o homem não sabe que é sua primeira transa, ele guiará a relação sexual no ritmo de uma mulher experiente e isso pode tornar a sua experiência mais desconfortável e dolorosa ainda. Outro fator que pode atrapalhar na hora e trazer desconforto é a pouca lubrificação. Como o nervosismo é maior do que a excitação em si do momento, a menina tem pouca lubrificação e isso dificulta mais o momento da penetração. Em vista disso ressaltamos ainda mais a importância de saber o que realmente quer, pois quanto mais segura você ficar, mais relaxada ficará e melhor será sua primeira vez. Aliás, é importante conversar bastante com o parceiro antes disso, para que vocês fiquem mais à vontade um com o outro e para quem ambos encontrem maneiras que ajudem a facilitar ainda mais o momento a dois. Basicamente você precisa saber que a primeira transa precisa ser calma, sem pressa e com delicadeza. Escolha um local que te dê segurança, que você saiba que só irá estar você e seu parceiro e escolha um dia que você tenha tempo livre, para não ficar preocupada de ter que ir embora ou coisas do tipo, pois esses detalhes aumentam ainda mais a ansiedade e o nervosismo.

Essa sem dúvida é umas das maiores dúvidas das meninas e pode até ser um receio. Claro que se alguém te disse que a primeira vez foi maravilhosa cheia de orgasmos, possivelmente ela mentiu.

A grande maioria das meninas sentem desconforto nesse momento, que geralmente aumenta ainda mais com a tensão que elas costumam sentir. Esses desconfortos podem causar alguma dor ou não, mas geralmente é apenas um desconforto mesmo.

Se a primeira vez de uma menina foi cheia de dor, provavelmente ela estava muito nervosa e o parceiro também não soube ter mais paciência nessa situação. Ou isso pode ocorrer quando você mente para o parceiro e não revela que é sua primeira vez.

Quando o homem não sabe que é sua primeira transa, ele guiará a relação sexual no ritmo de uma mulher experiente e isso pode tornar a sua experiência mais desconfortável e dolorosa ainda.

Outro fator que pode atrapalhar na hora e trazer desconforto é a pouca lubrificação. Como o nervosismo é maior do que a excitação em si do momento, a menina tem pouca lubrificação e isso dificulta mais o momento da penetração.

Em vista disso ressaltamos ainda mais a importância de saber o que realmente quer, pois quanto mais segura você ficar, mais relaxada ficará e melhor será sua primeira vez.

Aliás, é importante conversar bastante com o parceiro antes disso, para que vocês fiquem mais à vontade um com o outro e para quem ambos encontrem maneiras que ajudem a facilitar ainda mais o momento a dois.

Basicamente você precisa saber que a primeira transa precisa ser calma, sem pressa e com delicadeza. Escolha um local que te dê segurança, que você saiba que só irá estar você e seu parceiro e escolha um dia que você tenha tempo livre, para não ficar preocupada de ter que ir embora ou coisas do tipo, pois esses detalhes aumentam ainda mais a ansiedade e o nervosismo.

Principais cuidados que devem existir na Relação Sexual

As precauções que devem ser tomadas, não são apenas na primeira vez ou de vez em quando, é sempre. Se você sente que está preparada para perder a virgindade, consequentemente deve estar preparada para assumir as responsabilidades que virão a partir do momento em que você começar a ter uma vida sexual ativa. Primeiramente é imprescindível usar camisinha, e quando falamos de preservativo não nos referimos apenas a prevenção de uma gravidez precoce, nos referimos a cima de tudo à prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis. Claro que existem muitos outros métodos contraceptivos, como é o caso da Pílula Anticoncepcional e o DIU, por exemplo. Quem vai lhe dizer qual o melhor método de acordo com o seu perfil é o médico ginecologista, mas independentemente da forma que você utilizará para prevenir gravidez, a camisinha não é opção de descarte. Ela precisa existir na vida sexual de um casal. Afinal, é o preservativo que te protege de muitas doenças sexualmente transmissíveis. Outro ponto importante a ser considerado, é a sua ida a um médico. É bem comum que muitas meninas comecem a vida sexual de forma independente, sem consultar ajuda médica e é mais comum ainda ver meninas tomando qualquer pílula anticoncepcional por conta própria. A automedicação é perigosa em qualquer circunstância, e você deve concordar que se existem tantas marcas de remédios no mercado, como você vai saber qual te faz bem ou qual te faz mal sem pedir ajuda de um profissional para isso não é mesmo? Aliás, você se sentirá ainda mais segura para esse momento especial se conversar com uma médica da área ginecológica. A profissional em nenhum momento irá te julgar ou te incentivar a desistir da decisão. Pelo contrário, ela tirará suas dúvidas e ajudará a você fazer desse momento o mais prazeroso possível e acima de tudo: Seguro. Vale enfatizar que a menina não deve ir a um médico Ginecologista apenas quando tem a primeira vez. A partir do momento em que seu corpo começa a se desenvolver e a entrar no Período da puberdade, é fundamental que sua mãe a leve ao médico para receber as devidas orientações. Se você nunca foi ao médico da área e tem vergonha, chame uma amiga para ir com você, ou melhor, converse com sua mãe e peça para ela te levar. Independentemente da pessoa que irá com você, só não deixe de ir para a consulta. É importante para a sua saúde acima de tudo.

As precauções que devem ser tomadas, não são apenas na primeira vez ou de vez em quando, é sempre. Se você sente que está preparada para perder a virgindade, consequentemente deve estar preparada para assumir as responsabilidades que virão a partir do momento em que você começar a ter uma vida sexual ativa.

Presente Para o Seu Parceiro

Sauna e Spa Familiar para Homens

Conheça >> www.spawellbeing.com.br.

Primeiramente é imprescindível usar camisinha, e quando falamos de preservativo não nos referimos apenas a prevenção de uma gravidez precoce, nos referimos a cima de tudo à prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Claro que existem muitos outros métodos contraceptivos, como é o caso da Pílula Anticoncepcional e o DIU, por exemplo.

Quem vai lhe dizer qual o melhor método de acordo com o seu perfil é o médico ginecologista, mas independentemente da forma que você utilizará para prevenir gravidez, a camisinha não é opção de descarte. Ela precisa existir na vida sexual de um casal.

Afinal, é o preservativo que te protege de muitas doenças sexualmente transmissíveis.

Outro ponto importante a ser considerado, é a sua ida a um médico. É bem comum que muitas meninas comecem a vida sexual de forma independente, sem consultar ajuda médica e é mais comum ainda ver meninas tomando qualquer pílula anticoncepcional por conta própria.

A automedicação é perigosa em qualquer circunstância, e você deve concordar que se existem tantas marcas de remédios no mercado, como você vai saber qual te faz bem ou qual te faz mal sem pedir ajuda de um profissional para isso não é mesmo?

Aliás, você se sentirá ainda mais segura para esse momento especial se conversar com uma médica da área ginecológica. A profissional em nenhum momento irá te julgar ou te incentivar a desistir da decisão. Pelo contrário, ela tirará suas dúvidas e ajudará a você fazer desse momento o mais prazeroso possível e acima de tudo: Seguro.

Vale enfatizar que a menina não deve ir a um médico Ginecologista apenas quando tem a primeira vez. A partir do momento em que seu corpo começa a se desenvolver e a entrar no Período da puberdade, é fundamental que sua mãe a leve ao médico para receber as devidas orientações.

Se você nunca foi ao médico da área e tem vergonha, chame uma amiga para ir com você, ou melhor, converse com sua mãe e peça para ela te levar. Independentemente da pessoa que irá com você, só não deixe de ir para a consulta. É importante para a sua saúde acima de tudo.

Em toda Primeira Vez ocorre sangramento?

Outra dúvida frequente das meninas é sobre o tal sangramento. Será que toda mulher sangra na primeira relação sexual? Aliás, você sabe porque ocorre esse sangramento?

A menina que teve a primeira vez e sangra, é indício de que o seu hímen foi rompido. Esse hímen é uma pele que existe na entrada da região vaginal, e com a penetração ela se rompe e causa um pequeno sangramento.

Contudo, isso não quer dizer que toda garota irá sangrar na primeira vez. Existem vários tipos de himens, dos quais destacamos o complacente que geralmente demora mais para ser rompido. Por isso há meninas que só vão sangrar na segunda ou na terceira vez, ou simplesmente nunca irão sangrar (isso é possível ocorrer).

Há também um segundo motivo que pode causar o sangramento: Alguma ferida que possa ter surgido no ato da penetração, com o atrito do pênis na vagina. E para evitar isso é fundamental garantir uma boa lubrificação. Como na primeira vez, a lubrificação natural é quase zero, indica-se que o casal utilize algum lubrificante especial para facilitar o momento a dois.

Como saber se está preparada ou não para a Primeira Vez?

Não existe uma receita que você segue e de repente está preparada para inicia a vida sexual. Essa decisão é algo que é muito particular e só você poderá sentir se está na hora ou não de viver tal experiência. De forma geral, você precisa saber de tudo que está relacionado a uma vida sexual, principalmente sobre os métodos que você pode usar para se proteger de doenças e de gravidez indesejada. Você precisa estar madura o suficiente para saber das consequências que o sexo pode trazer na sua vida. Se você ainda encara o sexo como fonte de prazer e esquece das reponsabilidades que ele pode trazer, é sinal de que você ainda não está preparada. Aliás, você precisa estar se sentindo segura do que você quer. Se por algum motivo você quer transar só para deixar de ser a única virgem da sua turma, ou simplesmente porque o seu namorado está pressionado você, saiba que poderá cometer um grande erro. Tenha confiança na sua decisão e tenha certeza de que é isso mesmo que você quer. Lembre-se de que é uma experiência que você nunca mais esquecerá na sua vida.

Não existe uma receita que você segue e de repente está preparada para inicia a vida sexual. Essa decisão é algo que é muito particular e só você poderá sentir se está na hora ou não de viver tal experiência.

De forma geral, você precisa saber de tudo que está relacionado a uma vida sexual, principalmente sobre os métodos que você pode usar para se proteger de doenças e de gravidez indesejada.

Você precisa estar madura o suficiente para saber das consequências que o sexo pode trazer na sua vida. Se você ainda encara o sexo como fonte de prazer e esquece das reponsabilidades que ele pode trazer, é sinal de que você ainda não está preparada.

Aliás, você precisa estar se sentindo segura do que você quer. Se por algum motivo você quer transar só para deixar de ser a única virgem da sua turma, ou simplesmente porque o seu namorado está pressionado você, saiba que poderá cometer um grande erro.

Tenha confiança na sua decisão e tenha certeza de que é isso mesmo que você quer. Lembre-se de que é uma experiência que você nunca mais esquecerá na sua vida.

O que fazer para perder a vergonha na hora H?

É mais comum do que imaginamos, a parcela de meninas que sentem vergonha só de pensar em transar. Na maior parte das vezes, a vergonha vem em decorrência de inseguranças, não só com o desconhecido, mas com o próprio corpo.

A menina costuma a se sentir feia com o corpo fora do padrão. Se preocupa com uma gordurinha aqui ou uma celulite ali que é natural do ser humano e que na realidade homem nenhum irá parar para notar detalhes como esse.

Às vezes você nem se sente mal com o seu corpo, mas está tão ansiosa e com medo da primeira transa que começa a procurar inconscientemente defeitos em você que te fazem ficar ainda mais distante desse momento.

Saiba que não há nenhum corpo perfeito. O padrão de beleza que a sociedade impõe é mascarada pelos efeitos especiais, edições e filtros que nos fazem pensar que tal modelo ou atriz tem o corpo impecável, sem defeito algum.

Se você pensa demais nisso, começa a se comparar e a se deixar para baixo. Você é incrível do jeito que é, e quanto mais cedo conseguir enxergar isso, mais cedo conseguirá curtir os melhores momentos da vida.

Além disso, é ideal escolher alguém que você confie para a primeira vez. Alguém que te faça se sentir confortável, independentemente de qualquer insegurança que você possa ter. Quanto mais à vontade você se sentir com o garoto escolhido, melhor será a sua primeira vez.

Muda alguma coisa depois da Primeira Vez?

Fisicamente falando, o máximo que pode acontecer é você romper o seu hímen. Meninas acham que vão ficar om um corpo diferente, que o quadril vai ficar mais largo ou que vão engordar, mas isso é mito.

Seu corpo continuará o mesmo. Só mudará se você engravidar.

E mentalmente falando, talvez você não sinta diferença nenhuma instantaneamente, mas ao longo do tempo verá que suas visões sobre as coisas ficam mais maduras, e se antes você fugia de um consultório médico, você começa a se preocupar ainda mais com a sua saúde, afinal ela é o seu bem mais precioso.

Ou não. Afinal, pode ser que você passe pela primeira vez e não sinta diferença nenhuma em aspecto algum. Isso vai variar muito de mulher para mulher.

Veja a seguir algumas dicas importantes que separamos para você ter uma Primeira vez Inesquecível!

Dicas imprescindíveis para a tão Sonhada Primeira Vez

Não existe uma receita que você segue e de repente está preparada para inicia a vida sexual. Essa decisão é algo que é muito particular e só você poderá sentir se está na hora ou não de viver tal experiência. De forma geral, você precisa saber de tudo que está relacionado a uma vida sexual, principalmente sobre os métodos que você pode usar para se proteger de doenças e de gravidez indesejada. Você precisa estar madura o suficiente para saber das consequências que o sexo pode trazer na sua vida. Se você ainda encara o sexo como fonte de prazer e esquece das reponsabilidades que ele pode trazer, é sinal de que você ainda não está preparada. Aliás, você precisa estar se sentindo segura do que você quer. Se por algum motivo você quer transar só para deixar de ser a única virgem da sua turma, ou simplesmente porque o seu namorado está pressionado você, saiba que poderá cometer um grande erro. Tenha confiança na sua decisão e tenha certeza de que é isso mesmo que você quer. Lembre-se de que é uma experiência que você nunca mais esquecerá na sua vida.

As dicas a seguir já foram mencionadas no decorrer do artigo, mas precisamos enfatizar para que você absorva melhor as informações e não se esqueça de colocar nenhuma em prática.

São diquinhas básicas, mas que farão toda a diferença. Não perca nenhuma delas!

1. Não abra mão de proteção jamais: Você não deve se proteger apenas na primeira vez, mas em todas as vezes em que você for praticar relação sexual. Peça ajuda médica para descobrir qual método Contraceptivo é o melhor para você prevenir gravidez e não deixe de usar camisinha, afinal é o único meio que te protegerá de qualquer Doença Sexualmente Transmissível. Sempre vai ter aquele parceiro que vai tentar te convencer de que o preservativo atrapalha, mas não credite nisso. Priorize a sua proteção!

2. Conheça bem o seu corpo: Quanto mais você se conhecer, menos inseguranças e medos você terá. Pegue um espelho e observe a sua região Vaginal, estude ela detalhadamente. Outra dica é se masturbar, pois o ato te ajudará a conhecer os pontos que mais lhe dão prazer e as maneiras que você pode usar para chegar ao ápice da relação sexual.

3. Saiba escolher o seu parceiro sexual: O sexo é momento muito íntimo de um casal, e você precisa escolher bem quem é a pessoa que você deseja compartilhar essas intimidades. Claro que não existe príncipe encantado, mas o seu parceiro precisa te respeitar, ter paciência e entender que o sexo é sinônimo de prazer para os dois na relação.

4. Não tenha vergonha de perguntar sobre sexo: Quanto mais detalhes você souber do ato, mais segura você se sentirá. Pergunte para suas amigas mais próximas que já transaram, ou para alguém mais velho de sua confiança. É importante conversar com alguém que fale a verdade nua e crua para você, sem mascarar fantasias. Quanto mais você entender a realidade do sexo, menos expectativas você cultivará sobre a primeira vez e menos chances de se decepcionar você terá.

5. Não idealize o momento perfeito: Se você ficar cultivando a ideia de que a primeira vez é perfeita você pode se frustrar. Como tudo na via que é feito pela primeira vez, existem falhas, medos e nervosismo. Claro que você também não precisa achar que vai dar tudo errado, mas seja mais realista. Ter os pés no chão e maturidade para entender que é somente a primeira vez e que é com o tempo que as coisas melhoram, é importante para ter a melhor primeira experiência.

6. Tente relaxar o máximo possível: É complicado ficar relaxada em momentos que te deixam ansiosa, nervosa e cheia de tensão. Claro que na primeira vez você não vai relaxar totalmente, mas se você estiver com alguém que você confia e se sente confortável, esse momento ficará mais descontraído.

Veja também o vídeo a seguir com dicas ótimas para a sua Primeira vez:

Você não precisa se preocupar demais em satisfazer o garoto ou fazer manobras e técnicas para deixar ele louco na cama. Não na sua primeira vez. Esse é o momento que requer muita parceria e paciência.

Tenha calma e faça apenas o que te der vontade. Não se sinta na pressão para fazer nada que te digam para fazer. É sua primeira vez e você não tem que achar que precisa chegar no orgasmo logo ou pensar demais se vai doer ou não.

Só pense mesmo que você vai encarar um dos momentos mais especiais da sua vida, que jamais irá esquecer. Faça com segurança e com vontade. Sua primeira vez é só sua e você pode fazer com que ela seja mais especial ainda.

Não esqueça que você é incrível e que está prestes a experimentar uma fase nova na sua vida que é maravilhosa. Aproveite as descobertas e se divirta!

Avatar

Written by Carolina Santos

Deixe uma resposta

Qual a primeira coisa que se passa na sua cabeça quando falamos de mulheres sedutoras? Se você pensou em uma figura feminina lindíssima, super sensual e maravilhosamente incomparável, certamente você deve ter pensado também que jamais conseguiria ser como ela não é mesmo? Mas sabia que é possível aprender a como ser sedutora? Essa imagem idealizada que temos do indivíduo sensual vai muito além do que de fato é ter esse dom da sedução. O que poucas sabem é que qualquer mulher, se quiser mesmo, pode ser mais sedutora. Para isso o mais importante é se esforçar e colocar em prática as dicas infalíveis. Se você hoje não consegue acreditar que pode sim se tornar uma verdadeira Deusa no assunto da Sedução, confira todas as dicas que o artigo trará a seguir e quebre de vez esse bloqueio da sua mente. Você pode sim aprender a como ser sedutora e você vai aprender. Acredite em si mesma e preste atenção nos truques que daremos. Você vai adorar o resultado final! Tenha uma boa leitura!

Como ser sedutora? Veja nossas dicas!

Guia Completo Dicas de Menina

Como Tirar Chulé da Sapatilha? Guia Completo