in

Tudo O Que Você Precisa Saber Sobre Personalidades Feminina

A personalidade é algo individual, mas algumas características são bem marcantes e conseguimos dividir em alguns grupos.

Você pode se comportar de uma forma, mas ter vontade de mudar pode gostar de algo hoje e amanha não mais, pode ainda se arrepender de varias atitudes tomadas.

Isso não muda a personalidade, apenas comportamentos pontuais que nos ensinam e ajudam a conviver em sociedade de uma forma melhor.

Vamos hoje no Dicas De Menina falar sobre os tipos de personalidades que identificamos facilmente em uma mulher.

É legal porque você poderá se identificar em uma ou até mais personalidades, criando uma só sua. A ideia é manter o equilíbrio, isso vale pra tudo na nossa vida.

Tipos de Personalidade Feminina

No seu grupo de amigas você pode perceber diferentes personalidades, e que bom, isso garante que não somos todas iguais, que uma poderá sempre complementar a outra.

Por essas diferentes que acabamos tendo mais afinidades com umas do que com outras. O meio em que crescemos e como somos criados, nos da uma visão de vida diferente de outras pessoas.

Por esse motivo, temos comportamentos diferentes e nossa personalidade é criada, além de fatores como genética. Então somos a soma de fatores externos e internos.

O importante é você estar feliz com quem se tornou, com suas atitudes e traços. Vamos ver agora algumas personalidades e você poderá se identificar.

1 Mulheres Analíticas

Essa personalidade é bem marcante, você facilmente identifica, é a pessoa que analisa diversos pontos, os prós e contras de qualquer situação, ponderar até tomar uma decisão, seja ela importante ou trivial.

Se você se enxerga nessas características, pode se considerar uma mulher analítica, mas fique tranquila. Não há nada de errado nisso.

Esse tipo de personalidade consegue manter melhor o equilíbrio com as situações, são seguras de si e com espírito de liderança.

2 Mulheres Detalhistas

Essa personalidade se completa muito com a analítica, pois para a pessoa mais racional e organizada, se atentar aos detalhes é primordial.

A detalhista além de analítica tem a vantagem de se atentar a tudo, tem um olhar mais sensível a coisas que passam despercebidas para outras pessoas.

Essa também pode ser considerada uma característica positiva quando pensamos em senso de criatividade e comprometimento naquilo que se assume fazer, seja na vida profissional ou até mesmo em uma relação.

3 Mulheres Intempestivas

Essa é fácil de identificar, sabe aquela amiga que parece uma bomba relógio, com o pavio curto ou se estressa por qualquer coisa, esse é um sinal de que, sim, você pode ser uma mulher intempestiva.

Hoje em dia, por conta da rotina corrida, varias tarefas ao mesmo tempo, é normal que o estresse influencie no comportamento, causando situações de explosão.

Pessoas que tendem a lutar pelos seus ideais e que defendem a sua opinião são consideradas fortes e passam segurança.

Encontrar um meio termo é fundamental para harmonizar a sua personalidade com a das pessoas que convivem com você.

4 Mulheres Sinceras Demais

Quem não quer conviver com alguém verdadeiro, fácil de lidar pelo simples fato de que é sempre possível saber o que ele pensa ou sente.

As mulheres que são muito sinceras tendem a ser, também, extremamente seguras de si, já que não se importam com o que precisam enfrentar para expor suas convicções e opiniões frente às situações do dia a dia.

Se dentre os tipos de mulher, você tem como principal característica a sinceridade, saiba que suas amigas valorizam você.

Cuidado com o excesso de transparência, dependendo da situação e de como você lida com essa sua característica, as chances de magoar alguém, mesmo sem querer, são grandes.

5 Mulheres Fechada

Esse traço da personalidade é percebível exatamente por conta da timidez. Mulheres que são fechadas tendem a ter mais dificuldade em demonstrar os seus sentimentos, o que pode ser considerado um ponto a ser melhorado.

Por outro lado, elas são extremamente éticas e levam a sério os compromissos que assumem consigo e com terceiros.

Essas personalidades englobam vários comportamentos, então se você é bem comunicativa, meiga ou mais seria, também estará enquadrada nessas personalidades.

O próximo passo, agora, é escolher quem você quer ser, isso não vai mudar sua personalidade, mas podemos ajustar vários comportamentos para cada situação e momento.

Descobrir o nosso equilibro é fundamental para uma vida saudável, isso não vai mudar quem você é, seu caráter e suas crenças.

Personalidade Feminina Atraente

Portrait of a woman laughing with a perfect teeth

A sua personalidade poderá encantar muito mais do que um rosto bonito. Então não foque em agradar alguém, seja sempre a melhor versão de você e essa confiança que será o atrativo.

A inteligência é a qualidade mais atraente para os homens que procuram uma parceira para um relacionamento longo.

Pesquisas apontam que um sorriso e boa conversa, atraem mais outras pessoas do que apenas a boa aparência.

A personalidade mais comunicativa pode ajudar em uma paquera ou outros relacionamentos, isso porque um sorriso e bom humor é sempre a melhor saída.

Esse tipo de comportamento constitui uma vantagem evolutiva, pois realça qualidades desejáveis, como a não-agressividade ou juventude.

Independente da sua personalidade você é capaz de atrair novos amigos, um novo amor, a frase ‘os opostos se atraem’ nem sempre acontecem, gostamos mesmo de coisas em comum, pensamentos, gostos, assim nos sentimos mais confortáveis.

Personalidades Femininas da Atualidade

Atualmente temos ranking de pessoas mais influentes do mundo, divulgada por uma revista americana anualmente.

Hoje quase metade dos nomes são mulheres, estamos em uma época com mais visibilidade, ainda longe da igualdade desejada, mas temos mulheres fortes soltando a voz.

Mulheres na política, no judiciário, na medicina e no meio artístico como é o caso da Lady Gaga ou Taylor Swift, sendo sempre referencias para outras mulheres.

Com historias de superação, na área da educação, professores que ainda não são valorizados, mas temos grandes nomes de escritoras, jornalistas, jogadora de futebol.

A ex-primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama, a democrata Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos.

Entre as brasileiras já destacadas estão a ex-presidente Dilma Rousseff, e a cientista Celina Turchi, médica que teve papel importante nas pesquisas sobre zika, em 2017.

Personalidades Femininas Que Marcaram a História

A história do Brasil está cheia de mulheres incríveis que marcaram sua época. São índias, brancas, negras, mulatas cheias de garra que fizeram a diferença na paz e na guerra.

1 Paraguaçu- Índia Tupinambá

Paraguaçu era uma índia da tribo dos tupinambás, filha do cacique Taparica que deu nome à ilha de Itaparica. Sua vida mudou depois que conheceu o português Diogo Álvares Correia, o Caramuru.

2 Chica da Silva – Escrava alforriada

Francisca nasceu em 1732, no Arraial do Tijuco, de mãe escrava e um militar português, que as abandonaram e não lhes concedeu alforria. Posteriormente, foi escrava de um médico e com ele teve um filho.

Porém, o contratador João Fernandes compra Chica da Silva e os dois se apaixonam. Para escândalo da sociedade, passam a viver juntos e a liberta. Ambos teriam 13 filhos que foram reconhecidos pelo pai, algo raro na época.

Chica da Silva tornou-se uma senhora poderosa e rica, mas não foi totalmente aceita pela sociedade e jamais pôde entrar em certas igrejas e casas.

3 Maria Quitéria- Militar

Maria Quitéria nasceu numa fazenda perto de Feira de Santana e aos 10 anos perdeu a mãe. Quando começou o processo de independência do Brasil foram convocados todos os homens em idade de lutar.

Tendo apenas filhas, o pai de Maria Quitéria não gostou quando a filha lhe pediu que autorizasse para se juntar ao regimento do Príncipe-Regente.

Diante da proibição paterna, foge de casa e vai para residência da sua meia-irmã que lhe ajuda a se transformar no soldado Medeiros.

4 Anita Garibaldi- Líder militar

Anita Ribeiro de Jesus, conhecida como Anita Garibaldi, nasceu em Morrinhos, atual Laguna. Casou-se aos 14 anos, mas abandonou o marido. Em 1839 conheceu Giuseppe Garibaldi, um italiano que fugia de uma sentença de morte na Itália.

Anita Garibaldi se uniu a Giuseppe, com ele lutou pela implantação da república do Rio Grande e tiveram seu primeiro filho.

5 Princesa Isabel- Princesa Imperial do Brasil

A princesa Dona Isabel do Brasil foi a segunda filha do imperador Dom Pedro II e da imperatriz Dona Tereza Cristina. Após o falecimento dos seus irmãos foi declarada herdeira do trono brasileiro e aos 14 anos jura a Constituição imperial.

Casou-se em 1864 com o príncipe francês Gaston de Orleães, conde d’Eu e com ele teria três filhos.

Em 1888, após intensa luta política, a princesa assina a Lei Áurea que acabaria com a o trabalho escravo no país.

6 Tarsila do Amaral- Pintora e desenhista

Nasceu em São Paulo, de família abastada, proprietária de fazendas de cafés, estudou em Barcelona quando adolescente.

Em 1920, vai para Paris onde frequentou a Academia Julien. Ao voltar para o Brasil, Anita Malfatti a introduz no grupo que reunia os grandes nomes.

Namora Oswald de Andrade e a ele dedica, em 1928, sua tela mais conhecida e obra mais cara de um artista brasileiro: Abaporu. Faz a sua primeira exposição individual no Rio em 1929.

7 Bertha Lutz- Botânica, advogada e militante feminista

Bertha Lutz nasceu no Rio de Janeiro, estudou na Sorbonne, na faculdade de Ciências e lá em Paris entrou em contato com as ideias feministas.

Volta ao Brasil, em 1918, e trabalha como tradutora no Instituto Oswaldo Cruz junto ao seu pai, o zoólogo Adolfo Lutz.

Torna-se a segunda mulher a prestar concurso público no Brasil, mas sua inscrição só seria aceita após uma batalha judicial. É aprovada e ingressa como secretária do Museu Nacional, do qual, anos mais tarde, seria diretora.

8 Carmen Miranda- Cantora e atriz

Carmen Miranda nasceu em Portugal, mas foi criada no bairro da Lapa, Rio de Janeiro e conviveu com o melhor do samba carioca que se consolidava.

Seu sorriso cativante, a interpretação teatral que dava às letras das canções e sua dicção rápida inauguraram uma nova era para a música brasileira.

9 Enedina Alves Marques- Engenheira civil

Se ainda causa estranheza uma mulher seguir a carreira de engenharia, imagine na década de 40.

Enedina Alves Marques, nascida em Curitiba, foi professora de matemática. Ingressou na Universidade Federal do Paraná em 1940 e teve que conciliar o trabalho e o estudo.

Foi a primeira negra no Brasil a se formar como engenheira e a primeira a concluir o curso na universidade paranaense.

10 Cristina Ortiz- Pianista

Nascida na Bahia, Cristina Ortiz foi criança prodígio no piano. Ingressou no Conservatório Brasileiro de Música, no Rio de Janeiro e aos 11 anos se apresentou sob regência do maestro Eleazar de Carvalho.

Conseguiu uma bolsa para estudar em Paris, após sua estada na capital francesa foi para os Estados Unidos estudar com Rudolf Serkin.

Ali seria a primeira mulher e a primeira brasileira a vencer o Concurso Van Cliburn, em 1969, que é realizado a cada três anos.

11 Ana Cristina Cesar- Poeta e tradutora

Ana Cristina Cesar nasceu no Rio de Janeiro e foi uma das poetas mais importantes dos anos 70.

Criada num ambiente intelectual, o pai fundou a editora Paz e Terra e a mãe, professora. Aos seis anos ditou seu primeiro poema e aos dez organizou sua memória poética.

A autora foi a segunda escritora a ser homenageada na Feira Literária Internacional de Paraty.

12 Raimunda Putani Yawnawá- Pajé Yawnawá

Raimunda Putani Yawnawá é uma índia que pertence ao povo Yawnawá e nasceu na Terra Indígena do Rio Gregório, no Acre.

Ela e sua irmã foram as primeiras mulheres da sua tribo a se oferecerem para o duro treinamento de se tornarem pajés. Tiveram que ficar um ano isoladas, comendo alimentos crus e sem beber água, somente um líquido à base de milho.

13 Daiane dos Santos- Ginasta

A ginástica artística no Brasil se divide antes e depois de Daiane dos Santos. A ginasta gaúcha foi descoberta criança quando brincava numa praça da cidade.

Começou a se dedicar com afinco e foi a primeira atleta brasileira a conquistar o ouro no Campeonato Mundial de Anaheim -Estados Unidos em 2003.

Naquela época, não era concebível que os brasileiros participassem da ginástica artística. No entanto, com a nova geração de atletas, pela primeira vez, o Brasil conseguiu se classificar por equipes nas Olimpíadas de Atenas 2004.

Daiane Santos conseguiu seus melhores resultados na prova de solo e ali desenvolveu coreografias ao som da música brasileira.

Dois movimentos da ginástica são batizados com seu nome e ela abriu caminho para que homens e mulheres brasileiros sonhassem com a ginástica artística.

182 incríveis perguntas para o Crush

Os 9 Tipos de Inteligência Humana- Descubra a Sua