Categorias
Diversos

Como escolher uma carreira?

Se você ainda não sabe qual carreira deseja seguir profissionalmente, certamente já deve estar mergulhado naquele mar de dúvidas que existe sempre quando o assunto é escolha de profissão não é mesmo? E se você parar para questionar quem já tem uma carreira consolidada, provavelmente o caminho que ela percorreu até definir sua profissão atual também não deve ter sido tão simples assim. O momento da escolha chega para todos na vida e pensando nisso, hoje vamos falar um pouco sobre como escolher uma carreira e dar dicas valiosas sobre o assunto.

Pois bem, para dar início ao tema, vamos mencionar um texto produzido por Tim Urban, que inclusive também passou por muitas mudanças e dúvidas com relação a escolha de carreira. Segundo o escritor, na verdade a nossa sociedade funciona como se fosse o nosso Tio-avô, que prende a nossa até cão com discursos antepassados e nada atuais sobre coisas que não fazem o menor sentido, muitas vezes par a anosa realidade atual.

A sociedade é aquele parente mais velho que a gente não consegue se livrar em feriados, e que acaba ficando preso para escutar mil e um conselhos que para ele ainda fazem todo o sentido.

Mas isso não era o pior, o problema é que na maioria das vezes mesmo sem fazer sentido, nós escutamos esse Tio-avô e nos deixamos levar por discursos desatualizados que não acrescentam em nada. E sim, nós tomamos decisões sobre o processo de como escolher uma carreira baseada nessas instruções que já não são válidas para nossa realidade.

E pensando nessa dificuldade maior, o próprio escritor Tim Urban dá a sua primeira dica para quem quer saber como escolher uma carreira: Fazer um bom planejamento.

E não precisa ser super Expert para a conseguir fazer esse planejamento, que é o que de fato vai te a usar a descobrir o que de fato é melhor para você. Boa é fácil definir a sua carreira, o próprio escritor afirmou que passou por uma intensa analise que durou muitos anos até de fato descobrir que área eles definitivamente gostaria de seguir.

Ele afirmou que nas últimas duas décadas passou por muitas dúvidas e questionamentos referente a isso, sem contar as inúmeras vezes que ele mudou de ideia sobre o que gostaria de seguir.

Com dezessete anos eles desejava ser preside te, quando aos vinte e dois ele começou a trabalhar com escrita de resenhas de filmes. Com vinte quatro ele atuava na área de empreendedorismo e aos vinte e nove já estava escrevendo seus musicais. Tudo isso até de fato descobrir e começar a seguir a carreira de escritor efetivamente.

Baseando-se nos aprendizados e explicações de Tim Urban, nos vamos entender de fato como escolher uma carreira de forma prudente, que se encaixe com o que você realmente deseja.

Planejamento de Carreira: Principais problemas que você pode enfrentar

Planejar não é uma tarefa tão fácil e um dos problemas que você acaba enfrentando é decorrente da própria educação que recebemos ao longo de nossa infância e juventude: ninguém ensina a planejar, muito menos uma carreira ou qualquer outro tipo de trajetória a ser percorrida.

Quando somos crianças já temos uma vida pré-definida. Quando entramos na Universidade nós deparamos com uma infinidade de possibilidades e é aí que sentimos uma necessidade intensa de controlar de vez o rumo da nossa vida.

Se antes nossas responsabilidades eram leves e pequenas, como por exemplo se preocupar em como se um estudante de primeira, quando vamos perceber estamos nos deparando com hiper responsabilidades que nos fazem até duvidar de quem somos na realidade. E com elas vem as dúvidas sobre quem somos ou sobre o que de fato vale a pena na vida.

Mapa de Carreira: O que é?

O seu Mapa de Carreira é basicamente constituído por três caixas: A caixa do querer, a da Realidade e o que chamamos de Piscina das Opções possíveis. E por mais difícil que pensemos ser preencher cada caixa dessa, acredite: é muito mais difícil dia que podemos imaginar. Para isso, precisamos investigar nossa subconsciente que não é tarefa nada fácil.

Basicamente, a nossa caixa do querer traz sua complexidade, até mesmo porque como seres humanos, nós somos formados por diversas questões e cada uma dessas questões tem seus próprios desejos e inclusive medos.

Naturalmente não dá para atender a todas, por isso é preciso entrar em consenso para encontrar um equilíbrio, e claro terão alguma aspectos que precisão ser sacrificados. É o que chamamos de abrir mão de algo, para conseguir outro algo bem melhor para nós.

Conheça o Polvo dos Anseios

O escritor Tim símbolos sim Polvo para poder explicar melhor sobre nós mesmos e os diversos aspectos que nos rodeiam. Casa tentáculo representa um aspecto, e dentro de cada aspecto há inúmeros anseios. Claro que isso pode variar de indivíduo para indivíduo, mas de forma padrão a maioria dos Anseios aos comuns. Veja um pouco sobre cada um deles:


• Anseios de caráter Pessoal

Esse é o anseio, que comparado aos outros é sem dúvida o mais particular. Ele basicamente reflete quem somos e nossa personalidade, incluindo nossos valores. São os anseios que carregam um dos maiores fardos do ser humano: A necessidade de ser realizar.

E por existir tantos anseios difíceis de se alcançar, essa questão acaba sendo deixada um pouco de lado. Quando o tentáculo de anseios pessoais de um indivíduo é deixado de lado, isso justifica na maioria dos casos uma pessoa bem sucedida é totalmente infeliz.


• Anseios de caráter Social

Esse tentáculo de anseios é muito provavelmente a parte mais primitiva de nós seres humanos , que traz o reflexo de um passado tribal. Isso justifica a necessidade constante de tentar se sentir aceito, incluso ou apreciado pelos outros, porém ao mesmo tempo esses anseios vem com a sensação de constrangimento, altos julgamentos negativos e sensação de desaprovação.

Dentro do anseio de caráter social, também encontramos o nosso próprio ego, que sem dúvida é uma personagem bem semelhante com essa necessidade constante que o ser humano tem de ser aceito. Porém, o nosso ego é muito mais carente, ou seja, o ego não quer só ser aceito, ele tem a necessidade de ser admirado, ele quer se sentir desejado e quer ser bajulado em altos níveis.


• Anseios ligados aos Estilo se Vida

Tais anseios são os responsáveis por impulsionar o nosso desejo de nos tornar cada vez mais capazes de fazer aquilo que desejamos, na hora que queremos, como queremos e com quem queremos.

São anseios totalmente ligados a questão do nosso estilo de vida e graças a ele existe essa necessidade de vivermos diversos momentos divertidos, com experiências riquíssimas, pouquíssimos problemas, nada de trabalho duro e nada de problemas no meio do caminho.


• Anseios de caráter Moral

O seio de caráter moral é o responsável por fazer com que nós consideramos os outros de maneira muito alto concentrado e autoindulgente, ou seja, é graças a esses anseios que nós enxergamos um mundo enorme, que precisa ser consertado em diversas áreas.


• Anseios de caráter Prático

Esse tentáculo de anseios é aquele que nos faz ter a necessidade de ter essa certeza de que vamos ter que comer, o que vestir, que vamos ter dinheiro para comprar remédio se a gente precisar e que vamos ter um lugar para morar. Na verdade, esses anseios não se preocupam em como nós vamos conseguir tudo isso, o foco maior é ter tudo isso independente de como.

Cada ser humano tem um polvo de anseios com cinco tentáculos, ou seja lá quantos você tiver, e cada tentáculo desse de anseio tem os seus próprios objetivos e propósitos, que na maioria das vezes acabam entrando em conflito entre si.

Sem contar que existem os anseios de caráter individual, que acabam se distinguindo em cada tentáculo e também acabam entrando em conflito entre eles mesmos, na maioria dos casos e ainda tem a dificuldade de existir algum tipo de conflito muito forte em um tentáculo.

Quando vamos pensar sobre os nossos objetivos no ramo profissional, nos nossos medos, vontades, esperanças, sonhos, na maioria das vezes a nossa consciência acaba tendo acesso direto a todos esses anseios existentes como um todo simultaneamente.

Para ser mais preciso, nossa consciência acessa os anseios com mais evidência, porém graças a nossa personalidade nem todos os aspectos dos anseios são detectados durante esse processo de análise e eles acabam ficando no nosso subconsciente.

O melhor modo de investigar tudo isso é partindo do que a sua consciência de fato já conhece e sobre seus principais medos e anseios. Para quem ainda não está trabalhando na carreira que de fato deseja, a principal dica é saber exatamente o que você quer, se descobrir.

E quando o assunto é descobrir, isso inclui também ter a consciência das possíveis falhas e dos seus medos referente a isso. A necessidade de fazer uma análise de cunho profundo é extremamente importante, até mesmo para você descobrir exatamente o que te faz ter medo de cada medo, você consegue entender?

Você precisa entender os seus medos, será que você tem medo de ser julgado pelos outros ou de que os outros vão achar que você não é tão inteligente, medo de não conseguir alcançar o sucesso que deseja, medo de acabar prejudicando a sua própria imagem perante as pessoas, enfim são pontos que precisam ser altamente analisados por nós mesmos e isso vai nos ajudar a saber como escolher uma carreira.

Processo de investigação: Entenda melhor

No processo investigativo é aonde você vai começar a indagar sobre cada anseio identificado no seu polvo de anseios. É o momento em que você começa a se questionar sobre como acabou dessa forma e sobre porque você é o que você é hoje.

Ao fazer esse tipo de investigação você vai conseguir alcançar três possíveis resultados: Primeiramente você vai conseguir descobrir quais são os anseios reais, também vai conseguir identificar quais foram os anseios implantados por outras pessoas, que é o que chamamos de anseios impostores, e provavelmente você pode até ficar um pouco em dúvida nesses dois primeiros resultados, mas se você analisar um pouco mais você vai conseguir obter a certeza que deseja.

Não que seja errado você viver baseado naquilo que outra pessoa opinou, seja ela seu parente, amigo ou um pensador famoso, por exemplo que você possua um profundo respeito. Mas é importante entender de fato se você optou por acreditar nas informações ou se você só acreditou nelas como se você tivesse de fato pensado nelas por si mesmo.

Durante o processo de análise, nós também conseguimos identificar os principais pontos que acabamos ignorando na gente, seja lá pelo fato dele ter sido tão doloroso ou pelo fato de influências de caráter externo ter provocado essa desistência. Esse processo de investigação profunda é imprescindível pois ele te ajuda a promover a liberação de espaço, para que os outras que foram esquecidas sejam relembradas e reativadas no nosso consciente.

Claro que esse processo de análise profunda sobre nós mesmos não é tão fácil, traz a sua complexidade e muitas vezes pode ser bastante doloroso.

Contudo, isso é libertador e vai nos ajudar a resolver muitas questões, principalmente quando estamos em busca de como escolher uma carreira.

Há uma frase incrível que resume tudo isso, ela diz que a sabedoria não está ligada diretamente ao conhecimento, como na maioria das vezes nós acreditamos, a sabedoria na verdade está ligada diretamente com o nosso contato com a realidade e esse contato pode doer bastante no começo, mas é o único lugar onde de fato nós crescemos.

Sobre Prioridade

E não basta apenas conhecer os nossos anseios e não saber da prioridade que eles de fato merecem na vida. Estamos falando da questão de hierarquia, existem vários anseios que preenchem o nosso polvo, mas cada um deles está em uma listinha de prioridades na qual a gente tem que saber identificar qual é o mais importante e qual é o menos.

Sem contar que essa questão de hierarquia, é facilmente identificada porque as suas ações vão revelar o que de fato é importante ou não para você. Por isso se torna muito importante fazer um uma espécie de ranking de anseios e de medos, para você conseguir organizar melhor tudo isso e ver o que faz ou não faz sentido, ver o que é importante e o que precisa ser descartado.

Basicamente o seu polvo vai definir o que você pode fazer de fato para acabar querendo ou não conseguindo seguir determinado tipo de carreira, e o lado inverso de cada anseio existente em cada tentáculo é na verdade o seu medo oposto que acaba te acompanhando em cada decisão.

Se você notar que a hierarquia interna dentro de você está te delimitando demais, lembre-se que é muito importante pensar e refletir sobre tudo de novo para você identificar se a ordem das coisas de fato estão ligadas com aquilo que você deseja e com suas características, ou se isto está diretamente ligado a alguma influência que alguma pessoa possa estar exercendo na sua vida e você não chegou a perceber.

Entenda melhor sobre a Caixa da Realidade

A sua caixa da realidade só vai mostrar a sua percepção, mas a partir do momento que você consegue analisar ela e calibra-la, isso muda. E partindo dessa questão, vamos falar um pouco sobre alguns aspectos que você pode encontrar se tratando a caixa da realidade.


• Sobre o panorama profissional

A maioria das pessoas na verdade não sabe o que de fato é um panorama profissional da área de trabalho que realmente interessa a elas. Em vista disso, quanto mais você compreender todo o cenário da carreira que você se quer seguir, mais vantagem você vai ser sobre as outras pessoas nessa área.

A fim de atingir esse objetivo é importante avaliar bem o caminho que deseja traçar e os principais pontos fortes e fracos existentes neles que pode te favorecer. Aliar o que você tem de ponto forte e fraco na hora da escolha também ajuda bastante.


• Sobre o seu potencial

Na medida que você avalia de fato suas verdadeiras chances referentes a uma específica carreira que você deseja seguir, existe um questionamento que você deve fazer: Será que com tempo suficiente você vai conseguir se aperfeiçoar cada vez mais para conseguir alcançar de fato o sucesso que você almeja dentro dessa carreira?

Esse questionamento tem relação direta com a questão do progresso dentro de uma carreira, que está ligado ao seu ritmo e a sua persistência. São indicadores que precisam ser bem analisados antes de escolher uma carreira.


• Sobre persistência

Quando falamos de persistência, estamos falando de longo prazo e claro que essa questão acaba sendo mais simples do que quando se trata do ritmo em si. De forma geral, quanto mais paciente e mais dedicado a passar anos e anos se dedicando e comprometido a uma determinada carreira, mais sucesso você vai alcançar nessa área.


• Sobre ritmo

Mencionamos no tópico anterior que a persistência acaba sendo um aspecto mais simples do que o ritmo, isso porque o ritmo basicamente se divide em três fatores:

O primeiro fator está ligado à questão se você é um chef ou se você é o cozinheiro. Na verdade é uma espécie de analogia para você entender melhor. Basicamente quem é o cozinheiro acaba andando em ritmo bem mais devagar, até porque não precisa agir de forma estratégica a ponto de ter que passar por muitas mudanças ou mudar totalmente radicalmente de cadeira.

O segundo fatores está ligado ao seu estilo de trabalho. Quem opta por um estilo mais tranquilo e equilibrado vai a base demorando mais a alcançar o sucesso na carreira se for comparar com algum Workaholic.

E por fim o terceiro e último fator está diretamente ligado com suas habilidades naturais. Ou seja quem é mais inteligente o que tem mais talento acaba evoluindo com muito mais rapidez, Já que são fatores que fazem toda a diferença na hora de crescer dentro da carreira.

Se formos analisar o pé da letra o que de fato é a caixa da realidade, daria para compreender na verdade todos os caminhos profissionais que poderiam ser incluídos.

Porém é importante trazer um limite nessa questão e fazer uma inclusão nos que de fato ficariam na caixa da piscina das possíveis opções que mencionamos anteriormente. Durante seus estudos e cálculos você vai avaliando o seu progresso em cada área e aquela que você de fato verifica que há uma grande chance de crescimento profissional e desenvolvimento, você coloca ali na caixinha das possíveis opções.

Fazer isso te ajuda a organizar melhor as ideias entendeu o que pode ou não ser considerado no seu processo de busca de escolha de carreira.

Faça uma Conexão dos pontos do futuro e tome atitude

Uma vez que você já reuniu as prováveis opções dentro da caixinha da piscina de opções, o próximo passo é escolher uma para poder seguir e esse passo de fato é difícil.

E na nossa sociedade atual onde tudo muda freneticamente torna ainda mais complicado fazer qualquer tipo de escolha que determine a nossa carreira no futuro. Hoje não dá mais para planejar tudo só pensando no futuro, até porque tudo pode mudar e você acaba se sentindo mais perdido do que nunca.

Porém que você pode fazer é planejar qual é o próximo passo a ser dado dentro daquela escolha de carreira que você fizer. A cada escolha você vai ter novos aprendizados, seja ele decorrente de acertos ou erros e baseando nisso é que você vai planejar o próximo passo a ser dado.

Na hora de escolher uma profissão dentro daquelas que você já colocou na sua caixinha de opções pense bem nisso e quando decidir, o próximo passo é partir para ação, afinal o planejamento não tem utilidade se você não coloca aquilo que planeja na prática.

E quando se trata de atitude, o seu povo de anseios também pode ajudar significativamente. Sabe quando você decide dar um passo mas não consegue? Isso significa que no seu subconsciente, as partes de você que não querem se movimentar estão com prioridade. Se esse for o seu caso, está na hora de repensar novamente os seus anseios.

O que fazer depois do primeiro passo?

A partir do momento que você toma todas as atitudes importantes para poder saber como escolher uma carreira e de fato seguir ela, o próximo passo talvez não seja tão agradável assim como você espera. Sabe porquê?

Isso acontece justamente porque os anseios que você escolheu dar prioridade dentro de todo o processo de análise e investigação, ainda não vão estar completamente satisfeitos e aqueles que você deixou de lado vão estar ainda mais insatisfeitos.

Independente do fato de você estar seguindo o caminho certo e que as coisas estejam dando certo efetivamente, será muito fácil você acabar se sentindo esgotado e infeliz, sabe por quê? Porque o polvo é de fato uma criatura infeliz.

Com tantas dificuldades e mudanças de prioridade, faz com que você se sinta um tanto infeliz e não enxergue de fato o caminho próspero que está traçando, mas a questão é que quando a gente quer ter sucesso numa carreira o foco não é ir em busca da felicidade, o foco é ir em busca do contentamento que nada mais é do que aquele sentimento de satisfação que você se sente, quando sabe que está fazendo a coisa certa e que vai chegar aonde deseja independente dos obstáculos que podem enfrentar.

Independente do Passo que você tem que dar agora não dá para prever como tudo vai acontecer exatamente no futuro. O que você pode fazer é planejar, fazer análises profundas, decidir, tomar atitude e seguir passo a passo de acordo com sua realidade, seus desejos e objetivos.

O que não sair conforme planejado, você adapta e vai mudando. Afinal, estamos no mundo onde a mudança é constante. Você só não pode desistir de ir em busca daquilo que ele almeja. Persista!