Categorias
Alimentação

Chá de Cavalinha Para que Serve? Funciona?

Os chás naturais fazem muito sucesso entre as mulheres que gostam de cuidar da saúde e se beneficiar de suas propriedades.

Existe uma infinidade de plantas que podem ser usadas de forma medicinal, para tratar alguma doença ou problema de saúde ou até mesmo ajudar a emagrecer. E esse é o caso da cavalinha.

A cavalinha, também conhecida como cauda de cavalo, devido ao seu formato que parece um rabo de cavalo, é uma planta medicinal muito famosa por seu efeito diurético e anti-hemorrágico.

O chá de cavalinha traz muitos benefícios para a pessoa que o toma, inclusive ajuda a emagrecer, já que combate a retenção de líquidos, acelera o metabolismo e é um ótimo antioxidante. Para este fim é indicado que sejam misturadas ao chá outras plantas como gengibre, hibisco e até mesmo canela.

Não encontramos imagens de pessoas mostrando fotos de antes e depois de seu emagrecimento com a ajuda do chá de cavalinha, mas existem boas recomendações do chá para auxiliar na perda de peso. Ele funciona sim, mas não sozinho, deve ser aliado a uma alimentação balanceada e prática de exercícios físicos.

Apesar de seus benefícios há contraindicações para o chá de cavalinha, sendo que pessoas com pressão baixa e mulheres grávidas e que estejam amamentando não podem tomá-lo.

Mas como fazer o chá de cavalinha? Por quanto tempo posso tomar o chá de cavalinha? Pode tomar o chá de cavalinha gelado?

Essas e outras dúvidas você vai poder conferir no decorrer do artigo.

 O que é a cavalinha?

A cavalinha é uma das plantas mais antigas do mundo, podendo ser encontrada em áreas rurais e pantanosas do Brasil e da Europa. Ela é uma erva que cresce facilmente em qualquer tipo de solo, podendo se tornar uma erva daninha.

Por isso é muito fácil de ser cultivada, sendo que você pode plantá-la em um vaso ou canteiro de sua casa.

A cavalinha é composta por vários minerais como silício, cálcio, sódio, ferro, magnésio, sais de potássio e nicotina.

Chá de cavalinha benefícios

O chá de cavalinha tem muitas propriedades que ajudam a combater vários problemas de saúde e doenças. Entre essas propriedades temos, ação diurética, adstringente, anti-inflamatória, anti-hemorrágica, cicatrizante, anti-hipertensiva, digestiva, antirreumática, antidiarreica e remineralizante.

Entre os benefícios que o chá de cavalinha proporciona estão:

Favorece o emagrecimento

Foto: via Biosom

Isso ocorre devido à ação diurética do chá de cavalinha que ajuda a combater a retenção de líquidos, eliminando a água que se encontra em excesso pela urina. Devido a isso ocorre a perda de peso. Só que essa perda de peso ocorre devido à eliminação dos líquidos e não por causa da perda de gordura.

No entanto o chá de cavalinha também ajuda a acelerar o metabolismo, assim auxiliando na queima de calorias e gorduras. Dessa forma proporcionando o emagrecimento. Aí sim, há a perda de gorduras.

Mas como dissemos anteriormente a ação do chá sozinho não dá resultado e sim aliá-lo a uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos.

Desintoxica o organismo

O chá de cavalinha ajuda a desintoxicar o organismo, pois contém antioxidantes que combatem os radicais livres.

Os radicais livres são substâncias que se formam naturalmente em nosso organismo todos os dias. Eles se formam através de reações metabólicas do nosso corpo, sendo liberados na corrente sanguínea. Seu excesso pode causar danos às moléculas de DNA, provocando envelhecimento precoce e doenças, como o câncer.

Os antioxidantes protegem as células contra a ação dos radicais livres. Portanto é essencial fazer uso de plantas ricas em antioxidantes como a cavalinha.

Devido à sua ação antioxidante a cavalinha também pode ajudar a melhorar a memória e a cognição.

Ajuda a combater e a evitar a osteoporose

Devido ao fato de a cavalinha conter uma alta concentração de silício, ela auxilia no aumento da densidade mineral dos ossos, assim ajudando a combater a osteoporose.

E a osteoporose é uma doença sistêmica que ocorre quando o corpo para de formar material ósseo novo suficiente ou também quando o material antigo é reabsorvido pelo organismo, o que pode acontecer em pessoas de mais de 50 anos. Isso é perigoso, pois pode provocar fraturas e vários ossos no corpo humano.

Por isso a obtenção de outras fontes de minerais é essencial para combater a doença.

Combate doenças inflamatórias

A ação anti-inflamatória dos componentes da cavalinha ajuda a combater vários tipos de inflamação no organismo como amigdalite, gengivite e feridas bucais. Nesses casos é indicado fazer gargarejo com o chá de cavalinha.

Unindo à sua ação antimicrobiana o chá de cavalinha também pode ajudar a combater furúnculos, carbúnculos e feridas, como hemorroidas. Nesse caso é possível utilizar a cavalinha em forma de compressas ou pomadas.

Por ajudar a eliminar micro-organismos a cavalinha também pode auxiliar no tratamento de doenças infecciosas como bronquite, resfriado e gripe. Nesses casos o ideal é tomar o chá.

Outras doenças que o chá de cavalinha pode ajudar a combater é infecção urinária, úlcera, pedra nos rins e pedra na vesícula.

Mantém a saúde da pele, unhas e cabelos

A cavalinha também auxilia a manter a saúde da pele. Sua ação adstringente ajuda a reduzir a oleosidade, evitando o surgimento de espinhas. A planta também ajuda a manter a elasticidade da pele, combatendo a flacidez.

A cavalinha também ajuda no fortalecimento e crescimento de unhas e cabelos. Uma boa dica é mergulhar as unhas frágeis e quebradiças dentro de um copo com água e duas colheres de chá de cavalinha para tratar o problema.

A cavalinha possui em sua composição sílica, que proporciona uma boa saúde para os cabelos, combatendo queda, pontas duplas e caspa, devido ao sua ação adstringente. Duas formas de usufruir esses benefícios é através do chá e xampus feitos à base de extrato de cavalinha.

Ação anti-hemorrágica

Devido à sua ação anti-hemorrágica, a cavalinha também pode ajudar a combater a anemia, perda de sangue excessiva na menstruação, hemorragia nasal e também auxilia na boa circulação do sangue.

Outros benefícios

Além disso, a cavalinha também ajuda a combater o estresse a ansiedade, pressão alta e também induz o processo de cicatrização.

Chá de cavalinha como fazer

Foto: via Grande FM

Para fazer o chá de cavalinha é preciso colocar 500 ml de água em uma panela ou chaleira e levar ao fogo. Quando a água começar a ferver, desligue o fogo e acrescente duas colheres de sopa de folhas de cavalinha, feche a tampa do recipiente e deixe em infusão de cinco a dez minutos.

Coe o chá e tome sem adoçar. Você deve consumir o chá preparado no dia em até 24 horas, caso contrário ele perde seu efeito.

Chá de cavalinha pode tomar gelado?

Sim, o chá de cavalinha pode ser tomado quente, morno ou gelado.

Quantas xícaras de chá de cavalinha posso tomar durante o dia?

Você deve tomar de duas a três xícaras de chá por dia. Mais do que isso pode fazer mal.

Por quanto tempo devo tomar o chá de cavalinha?

O chá de cavalinha deve ser tomado por no máximo 10 dias. Depois disso é necessário um intervalo para voltar a tomar o chá.

Para ter informações mais precisas de acordo com seu estado de saúde é importante que você consulte um médico ou nutricionista antes de tomar o chá de cavalinha. Dessa forma ele saberá lhe falar qual a quantidade saudável para você tomar e por quanto tempo você deve fazer uso do chá.

Chá de cavalinha com gengibre

A receita de chá de cavalinha com gengibre é uma ótima opção para quem deseja emagrecer. Pois o gengibre também é um ótimo diurético e um alimento termogênico, que ajuda a acelerar o metabolismo, fazendo com que o corpo queime mais gordura.

Além disso, o gengibre é composto por vitamina B6 e minerais como cobre, potássio e magnésio. Outros benefícios que o gengibre proporciona são: combater azia e gases intestinais, ação antioxidante e anti-inflamatória, melhorar náuseas e vômitos, protege o estômago contra úlceras, previne o câncer cólon-retal e regula a pressão arterial.

Para fazer o chá você vai precisar de:

  • 500 ml de água;
  • Uma colher de sopa de cavalinha;
  • Uma colher de sopa de lascas de gengibre.

Primeiramente você deve colocar os ingredientes em uma panela e levar ao fogo para ferver. Quando a mistura começar a ferver, desligue o fogo e tampe a panela por cinco minutos.

Para fazer mais efeito, você deve consumir o chá quente antes das refeições.

Chá de cavalinha com hibisco

O hibisco também pode ser um ótimo aliado da cavalinha, pois ele é rico em antioxidantes que ajudam a evitar o acúmulo de gordura, ele também diminui a absorção dos carboidratos e ainda combate o mau colesterol.

Além disso, o hibisco é rico em minerais como ferro, magnésio, potássio, fósforo, cobre e cálcio e vitaminas como A, C B1, B2 e ácido fólico. Outros benefícios do chá de hibisco são: prevenção do diabetes, redução da pressão arterial, ação diurética, melhora na digestão e função intestinal, tem ação antioxidante, ajudando na prevenção contra o câncer e protege o fígado.

Para fazer a receita você vai precisar de:

  • Um litro de água;
  • Cinco colheres de sopa de hibisco;
  • Três colheres de sopa de cavalinha.

Você deverá colocar os ingredientes em uma panela e levar ao fogo. Quando a água começar a ferver, desligue o fogo e tampe a panela por 10 minutos. Depois é só coar e deixar o chá esfriando para tomar.

Você deve tomá-lo meia hora antes das refeições para fazer efeito.

Chá de cavalinha com canela

Você também pode misturar o chá de cavalinha com canela que pode auxiliar no emagrecimento, uma vez que a canela é rica em fibras e por isso ajuda a diminuir o apetite e reduz o acúmulo de gordura, por melhorar a sensibilidade dos tecidos à ação da insulina.

Além disso, a canela proporciona outros benefícios como ajudar a controlar o diabetes, na digestão, melhora transtornos digestivos, combate infecções, aumenta a resistência ao stress, combate o mau colesterol e até mesmo diminui o risco de câncer, pois contém uma grande quantidade de antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres.

Para preparar o chá você vai precisar de:

  • Um litro de água;
  • Dois paus de canela;
  • Três colheres de sopa de cavalinha;
  • Um limão.

Para preparar o chá você deverá lavar bem o limão e descascá-lo, tomando o cuidado de não retirar a parte branca. Depois você deverá apanhar uma panela e colocar a casca juntamente com a canela e a cavalinha e reservar.

Coloque a água em uma chaleira e leve ao fogo para ferver. Quando tiver apresentado fervura, desligue o fogo e coloque a água na panela juntamente com os outros ingredientes. Tampe a panela e deixe em infusão de dez a quinze minutos. Depois coe o chá e consuma-o.

Chá de cavalinha contraindicação

Foto: via Veja Abril

O chá de cavalinha é contraindicado para mulheres grávidas e que estejam amamentando.

Pessoas que sofrem de pressão baixa também devem evitar a cavalinha, uma vez que ela baixa a pressão, assim como pessoas que tem deficiência de vitamina B1 e com risco de desenvolver deficiência de potássio.

Quem tem diabetes também não deve consumir o chá de cavalinha, já que ela pode proporcionar risco de a pessoa ter hipoglicemia, que é quando baixa demais o açúcar no sangue.

Quem está tomando algum medicamento deve consultar seu médico para verificar se o chá de cavalinha pode fazer mal. Ele não deve ser consumido por quem está tomando anticoagulantes, diuréticos e remédios para baixar a pressão.

Além disso, em qualquer situação é bom que você consulte um médico ou nutricionista para ver se o chá de cavalinha é bom para você ou não, pois apesar de ser uma planta, é um fitoterápico e deve ser usado com todo o cuidado.

Chá de cavalinha efeitos colaterais

O chá tomado em excesso ou seu uso prolongado pode causar efeitos colaterais como dor de cabeça, anorexia, irritação gástrica, urinária, diarreia, dores abdominais, perda de apetite, arritmia, desidratação e redução dos níveis de vitamina B1.

Esses efeitos ocorrem devido ao fato do chá ter alcaloides, como a nicotina que faz parte da composição da cavalinha. Os alcaloides são um conjunto de compostos responsáveis pelo sabor amargo das plantas. Essas substâncias agem como estimulantes do sistema nervoso central, podendo causar dependência física e psíquica.

Deixe uma resposta